Apresentação dos 3 livros da Colecção REFLEX | Sábado, 19 de Janeiro. 18h00

Inc. tem o prazer de o/a convidar para o primeiro evento do ano de 2013. No próximo sábado, dia 19 de Janeiro a partir das 18h00, contamos com a sua presença para a apresentação dos três livros da Colecção REFLEX, com a participação dos autores: Andrea Inocêncio, Ana Pereira e Renato Roque. A fotografia, será certamente o tema central de mais uma tarde agradável na inc.

“Há fotógrafos que mergulham no silêncio das imagens, outros que encontram na escrita uma linguagem mais do que perfeita para discursar sobre a sua prática. Por isso criámos esta colecção de livros de fotografia, onde fotógrafos reflectem e discursam sobre fotografia, revelando que, independentemente da linguagem, o mais importante é sempre o pensamento.” in Colecção REFLEX

- – - – - - – - – - - – - – - - – - – - – - – -

OS LIVROS:

- – - – - - – - – - - – - – - - – - – - – - – -

image003

Eu, a Fotografia e a Performance, Andrea Inocêncio, Colecção REFLEX – Reflexões sobre fotografia #03, The Portfolio Project, 2012. € 15,00

Edição especial limitada 50 exemplares, cada livro Inclui um objecto diferente concebido pela autora. € 25,00

“Eu, a Fotografia e a Performance é um exercício que atesta a minha capacidade de permanecer quieta, concentrada apenas no exercício da escrita. Em que contrario uma tendência natural à minha actividade profissional de prática, mudando postura física e mental, ferramentas e espaço de trabalho habituais. Procuro transcrever por palavras uma actividade que me é quase intuitiva. Faço uma reflexão pessoal sobre possíveis causas que me levaram à minha relação actual com a Fotografia e a Performance. E divago sobre essa mesma relação actual com elas. Relação, esta, igual a tantas outras. Cúmplices, apaixonadas, selvagens, recatadas, emotivas. Que começam, crescem, vão andando, assim-assim, acabam, reatam, constroem-se, amadurecem, fortalecem-se e perduram, ou não…” Andrea Inocêncio

- – - – - - – - – - - – - – - - – - – - – - – -

image007

Fotografia e Curadoria – Queijo curado é outra coisa, Renato Roque, Colecção REFLEX – Reflexões sobre fotografia #02, The Portfolio Project, 2012. € 15,00

Edição especial limitada 50 exemplares, cada livro Inclui uma fotografia original diferente, 10×15cm, impressa em papel fine art. ESGOTADA

“É uma reflexão pessoal sobre o que vemos estar a acontecer no presente na área da chamada fotografia artística contemporânea e sobre o papel actualmente desempenhado pelos curadores de fotografia. O autor analisa e critica um conjunto de situações e de práticas que lhe parecem equívocas ou pouco aceitáveis, procurando contribuir para desfazer alguns equívocos e para uma clarificação dos vários papéis desempenhados por cada um dos actores na fotografia, e assim reforçar o papel do autor/fotógrafo. Com o espírito de alargar ainda mais a liberdade de criação e porventura contribuir para a descoberta de novos territórios para a fotografia.

Como escreve logo na introdução do livro “Aceitámos o arriscado desafio de publicar este texto porque acreditamos que poderá ser útil para suscitar uma discussão aberta e uma polémica, sobre o que se chama arte e fotografia contemporâneas e sobre o papel desempenhado pela chamada curadoria fotográfica contemporânea que, se tivermos em conta o contexto de mudança profunda e acelerada em que a fotografia hoje se encontra, deveriam ser permanentes, mas que surpreendentemente parecem ser tão raras.” Renato Roque

- – - – - - – - – - - – - – - - – - – - – - – -

image009

Novos formatos editoriais. Velho. Novo. Velho, Ana Pereira, Colecção REFLEX – Reflexões sobre fotografia #01, The Portfolio Project, 2012. € 15,00

Edição especial limitada 50 exemplares ass. e num., Inclui a edição nº 1 da revista FLÂNERIE

“A partir das questões como se traça o caminho de um fotógrafo documental no oceano digital e como são contadas na contemporaneidade as histórias fotográficas, foi realizada uma investigação sobre os novos formatos disponíveis no panorama editorial fotográfico e foi elaborado um mapeamento das várias formas e ferramentas utilizadas para contar histórias no já longo percurso da fotografia documental, particularmente no âmbito do fotojornalismo. O mapeamento histórico revela-se essencial para entender de que forma a democratização da world wide web e a tecnologia fotográfica digital alteraram radicalmente o paradigma de narrativa fotojornalística e o primado da imprensa escrita. E de que forma a introdução do conceito de multimédia, numa nova lógica tecnológica e global, criou uma outra matriz editorial, na qual a divulgação do produto fotográfico obedece a uma estratégia multiplataforma, assumindo o livro o papel de símbolo brasonado, eco de um passado requintado, íntimo, codificado, inacessível, não democratizado, não popular, orgânico, químico. A elencagem dos diversos formatos editoriais disponíveis na contemporaneidade, conduz a uma reflexão em aberto sobre a forma como um novo produto multimédia que se está a desenhar, vai estar verdadeiramente ao serviço do conhecimento, ou vai cada vez mais moldar-se aos interesses duma população que busca essencialmente entretenimento?” Ana Pereira

Deixe a sua resposta